Procrastinando

Existem aqueles momentos que eu quero fazer qualquer coisa que não seja estudar, mesmo sabendo que duas provas me esperam no outro dia. Qualquer atividade parece mais atrativa. Sinto vontade até de cozinhar algo para comer, sendo que isso é algo que faço apenas em casos de desespero (extrema fome).

Nesses momentos, quero ler loucamente, editar um video, tirar fotos e também escrever. Basicamente, por isso estou escrevendo este post. As horas em que consigo me expressar mais facilmente são aquelas menos convenientes. Parece que as ideias só querem aparecer nos momentos que estou ocupada, cheia de coisas para fazer, tomando banho ou pronta para dormir.

Mas não é como se isso fosse inédito. Acredito que boa parte da população passa pela mesma coisa. Este post não passa de um relato daquilo que todo mundo sabe. Não possui um tom de originalidade sequer. Mesmo assim, insisto em escrever. Meus dedos continuam teclando constantemente, porque eles não querem tocar o caderno de Química, não estão dispostos a resolver alguns exercícios por mim.

Por fim, tenhamos a esperança de que eu vá bem na prova amanhã. Não que eu precise de nota para passar de ano, só que uma nota alta é o bastante para colocar um sorrisso de um minuto e meio no meu rosto. Depois, a sensação passa. Assim como tudo na vida.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s