Soneto

largeAcredito que exista um mundo belo

Que as pessoas escondem com cuidado

Dentro de corações amargurados

Que passam por um constante flagelo

Esse tal mundo tanto flagelado

Muitos perdem a honra boa de ver

Já que o débil se sente no dever

De vingar seus sonhos nunca alcançados

Espero um dia ter a honra brava

De recuperar o mundo grandioso

Que o pobre e louco débil tanto amava

E até não alcançar este grande gozo

Lutarei com o escudo e minha clava

Para não virar débil invejoso

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s