O Iníco do Fim

kfNestas terras brasileiras
Onde aportou o europeu,
Sabiá que antes cantava,
Tristemente emudeceu.

Isso é culpa dessa gente
Que veio para explorar:
Assim que avistou as palmeiras,
Sem tardança as quis cortar.

Numa delas residia
O pobre ser em questão,
Que após ver terrível cena,
Perdeu o norte, perdeu o chão.

Minha terra sem palmeiras,
Sem canto de sabiá:
As aves que gorjeavam,
Não se encontram mais por cá.

Líllian Claudino de Oliveira

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s