(Des)sonhar

dream

No dia em que eu disser

que alguma coisa aconteceu

É porque já chegou o fim

e eu tive que admitir que já deu.

Imagens de gigantes invisíveis

meus olhos internos veem

Apesar dos externos quererem

que eles adormeçam.

O sono nunca vem

para aquele que não para de sonhar

Ele flutua nos céus

e mergulha no inferno.

A terra não vale a pena

os anos passam e

as rugas decoram a face

Mas não para de sonhar.

Letícia Guimarães

Anúncios

3 comentários em “(Des)sonhar

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s