O Vendedor de Histórias, de Jostein Gaarder

vendedor

Já faz algumas semanas que li esse, mas não poderia deixar de falar um pouquinho sobre. “O Vendedor de Histórias” conta a história (em primeira pessoa), de Petter, um homem com muita imaginação. As ideias sempre vinham facilmente para ele, e nunca paravam. Desde criança se sentia diferente das outras, tanto que sempre teve o costume de se manter solitário. Bem, a não ser pela companhia do Homem-Metro, mas isso não era algo que ele podia controlar. Ele tinha simplesmente aparecido.

Já adulto, conheceu Maria, com quem teve um breve relacionamento, terminado com um curioso pacto. Além disso, torna-se um ghost writer, o que faz com que seja a cabeça por trás de muitos livros lançados no período.

Petter basicamente o que aconteceu desde que era criança até o momento em que começou a escrever o livro. Nem sempre de maneira cronológica e linear. Como em vários livros do Jostein Gaarder, funciona aquele esquema de história-dentro-da-história (ou estória, se preferir). É bem legal de tentar descobrir o que vai acontecer. Aliás, para quem já leu outros livros do autor, essa pode ser uma tarefa bem simples.

Achei esse livro um pouco mais adulto se comparado a “O Mundo de Sofia” e “O Dia do Curinga” (os outros que li). Até estranhei um pouco em algumas partes. Mesmo assim, com certeza entra para a lista dos livros mais inspiradores que li no ano. Foi um dos mais significativos.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s